27 de fevereiro de 2009

Porta pano de prato e borboleta


tentei fazer o vestidinho pela receita da Márcia do especial on line, mas saí um pouco do modelo, espero que gostem. a borboleta foi minha cunhada quem fez.


10 comentários:

.•“♥“•.¸ Helena .•“♥“•.¸ disse...

Ola amiga
Vim buscar meu mimo kk
mas acho ke vim na pagina errada kk
mas foi bom ke to vendo seus trabalhos ta lindo viu
parabens!!!!!!!!!

"Enquanto houver amiga como você no mundo
Haverá pessoa de sorte como eu,
Sendo privilegiada pela sua amizade.”
Kom karinho Helena

lindinha disse...

OLA AMIGA

OBRIGADA PELO CARINHO
É MESMO NOSSOS BICHINHOS SÃO UM PEDAÇINHO DE NOSSOS CORAÇÕES NÉ?
IMAGINE EU QUE PERDI UMA E TO COM AS OUTRAS 3 DOENTES.......
LINDAS SUAS FILHAS
PARABENS PELOS CROCHES
TA TUDO UM LUXO SÓ
UM ABRAÇO ENORME PRA VOCE
QUE DEUS ABENÇOE SEMPRE
SUPER BJOOOOO
:)

Lady Hands disse...

Hi my friend..
I love these works and the colors you used are so pretty!
take care.
Lady Hands.

ANA MARIA disse...

que lindo el resultado amiga !!
que lindo quedan sus crochets un beso y buen fin de semana

Rosinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Eunice Martins disse...

OLA ROSINHA FICARAM LINDOS OS SEUS TRABALHOS,

Se você...

Se você já parou para admirar o incrível e interminável
trabalho de uma simples formiga...

Se você já parou espantado e tentou compreender a beleza
admirável de uma casa de abelhas...

Se você já parou e procurou acompanhar a extraordinária
velocidade e a maravilha espantosa do vôo de um beija-flor...

Se você já parou sentado no chão, e ofereceu
suas mãos para seu cão lambê-las...

Se você já parou e procurou sentir o perfume mágico
do cheiro humilde das flores...

Se você já parou e se dispôs mansamente a escutar
o barulho eterno das ondas do mar...

Se você já parou e sentiu em seus lábios o mesmo sorriso
que você viu naquela criança...

Se você já parou e sentiu derramar em seu rosto as mesmas
lágrimas que você viu descerem tristes pela face enrugada
daquele pobre velho...

Se você sentiu tudo isto, se você conseguiu compreender e
observar isto tudo, na verdade você não parou um segundo
sequer, você viveu da maneira mais intensa cada instante da
sua vida, você encheu de beleza a sua alma e de amor o seu
coração, porque saiba que você chegou bem perto de Deus...
Desejo que seu fim de semana seja repleto de muita paz,saúde e
muitas alegrias, beijos com carinho.

Nile e Richard disse...

Oi Rosinha.Está lindo os seus trabalhos.
Bom fim de semana para voce.Richard.

Márcia disse...

Oi Rosinha
Vou tentar fazer umas fotinho de como faz para postagens recentes naquele modo.
Ficou uma graça amiga!!Não saiu não do modelinho,só não colocou o bolsinho para ascendedor e é opcional.
adorei amiga!1
bjos!
Márcia

DRIKA TREVILATO disse...

Oi Rosinha,
Passei para ver as novidades e desejar um domingo feliz para você!
Super bjks
Drika

.•“♥“•.¸ Helena .•“♥“•.¸ disse...

Piada: O Homem-galinha
Certo dia, Gilmar sentiu-se mal e foi embora mais cedo do trabalho.

Chegando em casa ele foi para cama descansar um pouco e adormeceu. Quando acordou sentiu-se bem mais leve, olhou pra frente e viu um cara barbudo.

— Quem é você? — perguntou ele.

— Eu sou São Pedro... E você está no céu, meu filho...

— Ai meu Deus! Quer dizer, meu São Pedro! Não acredito nisso! Eu não posso morrer! por favor, me faça voltar!

— Hummm... Você pode até voltar, Gilmar... Mas tem que ser como galinha!

— Galinha? — pergunta ele, pensativo — É... Tudo bem... Não tenho opção mesmo... Vou ser galinha então!

E como num passe de mágica ele aparece no galinheiro.

— Caramba! (có) — diz ele — Eu virei (có) uma galinha mesmo (có)!

De repente um galo se aproxima:

— Você é (có) nova no galinheiro (có) certo?

— S-sou sim (có) — disse Gilmar, morrendo de medo de ter que satisfazer os desejos sexuais do galo.

— Aqui no galinheiro (có) ou você é reprodutora ou botadeira! Qual é sua (có) escolha?

— Olha, seu (có) galo... Não quero ser reprodutora(có) , mas também não sei botar ovo não!(có)

— Gertrudes! Ensine esta galinha (có) desastrada a botar ovo!

— Sim senhor! — obedece a galinha veterana, virando-se para a galinha Gilmar — Olha só... Você deve levantar a asinha esquerda duas vezes e fazer "cócócóóó"!

Gilmar obedece e sai um ovo. Então ele repete a operação e, ploft, outro ovo.

— Que legal! — comemora Gilmar — tô começando a gostar desse negócio de ser galinha.

Quando vai botar o terceiro ovo ele ouve um grito. Era a voz da sua mulher:

— Pô, Gilmar! Acorda aí!! Você tá cagando a cama toda!